Com movimento dividido, parte dos policiais civis volta ao trabalho

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Pelo menos metade dos policiais civis do Estado de São Paulo voltaram a seus postos de trabalho hoje. A Associação dos Delegados de São Paulo (Adpesp) lidera esse grupo, com proposta de suspensão da greve por 48h para negociar com o Governo do Estado.

No entanto, os sindicatos dos delegados, dos escrivães e dos investigadores não aderiram à suspensão. "A Adpesp não tem legitimidade para parar a greve, ela não é sindicato", questiona João Rebouças, presidente do Sindicato dos Investigadores.

Segundo informações da Folha de São Paulo, o Governo do Estado está conduzindo uma negociação paralela com os delegados, excluindo os sindicatos. A proposta governista informal inclui um aumento linear de 6,2% nos salários de todos os policiais civis, aposentadoria especial após 30 anos de serviço e redução de seis para quatro classes de carreiras (que definem o patamar salarial).

Segundo a Adpesp, dois pontos já foram acertados com o governo ainda ontem: a aposentadoria especial e a redução do número de classes. Hoje, mais uma rodada de negociações está prevista.

Divergências
A suspensão de 48 horas da greve proposta pela Adpesp não foi aceita pelo sindicato dos investigadores, que pede a apresentação das propostas do governo oficialmente. "As negociações têm que ser conduzidas durante a greve", afirma João Rebouças, frisando que cabe às organizações sindicais, e não à associação, representar os policiais civis: "A associação é lazer, cultura, sindicato é que é luta. O governo está agindo ilegalmente ao ignorar isso".

Segundo Rebouças, na capital, a maioria das delegacias, ele estima que 60%, aderiram à suspensão da greve. No interior, a greve foi suspensa nas regiões de Limeira, Pirassununga, entre outras. Em cidades como Bauru, Marília, Ribeirão Preto e Santos, os policiais continuam paralisados. A Adpesp afirma que "quase 100%" das regiões suspenderam a paralisação e apenas uma minoria apresentou resistência.

As reivindicações dos policiais civis são um aumento linear de 15%, aposentadoria especial e a eliminação da quinta e da quarta classe de delegados (os menores salários pagos da categoria).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos