PF prende cinco servidores por fraude no INSS do Paraná

Do UOL Notícias
Em São Paulo

A polícia prendeu nesta quinta-feira (9) cinco servidores do INSS acusados de fraudar aposentadorias desde 2004 em uma agência de Cornélio Procópio, no Paraná. As prisões, uma temporária e quatro preventivas, foram feitas por uma força-tarefa da Polícia Federal, do Ministério da Previdência Social e do Ministério Público Federal durante a operação Encosto.

Foram expedidos 10 mandados de prisão e 14 mandados de busca e apreensão pela Vara Federal Criminal de Londrina (PR). Eles foram cumpridos em Cornélio Procópio, Abatiá e Itambaracá - todas cidades paranaenses.

Além dos servidores, a polícia afirma que a quadrilha atuava com um intermediário de segurados do INSS e por membros de sindicatos de trabalhadores rurais de Abatiá e Itambaracá. O prejuízo aos cofres da Previdência Social, calcula a polícia, é de cerca de R$ 3,5 milhões.

Ainda segundo a PF, o grupo promovia diversas falsificações, como conversão irregular de tempo de atividade, informações sobre atividade rural inexistente, desconsideração de períodos de contribuições à Previdência Social e enquadramento de trabalhadores na condição de segurado especial. Cerca de 300 benefícios apresentaram indícios de fraude.

Os investigados podem ser condenados por estelionato qualificado (pena de 1 a 5 anos de prisão), formação de quadrilha e falsidade ideológica (de 1 a 3 anos para cada), além de crime de advocacia administrativa (pena de 1 a 3 anos), corrupção ativa e passiva (de 2 a 12 anos).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos