Metalúrgicos fazem paralisações em 23 indústrias e alcançam novos acordos

Do UOL Notícias
Em São Paulo

A mobilização dos metalúrgicos na Grande São Paulo por reajuste salarial chega ao terceiro dia seguido e promove novas paralisações em 23 empresas. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, mais seis acordos foram fechados diretamente com as fábricas, assim como nos dois primeiros dias. No total, já são 37 acordos que garantem 11,1% de aumento salarial para cerca de 5.060 trabalhadores.

Mesmo com os acordos, os metalúrgicos decretaram o estado de greve (quando os funcionários alertam para uma possível paralisação, mas seguem trabalhando) até a semana que vem. Apenas duas empresas não fecharam acordo: Kato Estamparia, na zona leste, e a M.T.U do Brasil, na zona oeste. Os funcionários decidiram entrar em greve até a próxima segunda-feira.

Inicialmente reivindicando reajuste de 20%, o sindicato agora pede aumento de 11,1% nos salários da categoria a partir de 1° de novembro, além de outros benefícios, como o fim das terceirizações e o cumprimento da Convenção 158 da Organização Internacional do Trabalho (contra demissão imotivada). As paralisações estão sendo promovidas devido a dificuldades na condução da negociação com as empresas do setor.

Na próxima segunda-feira, dia 13, o sindicato afirma que promoverá novas assembléias, mas sem paralisações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos