Número de latrocínios sobe 110% no RJ; homicídio doloso tem redução significativa

Do UOL Notícias
No Rio de Janeiro

O ISP (Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro) divulgou nesta segunda-feira (13) os números referentes à incidência criminal no Estado em julho. Alguns dados positivos, como a redução de homicídios dolosos (quando há a intenção de matar), e outros negativos, como o aumento expressivo de casos de latrocínios (roubos seguido de morte), norteiam o balanço.

Em comparação com julho de 2007, o número de homicídios dolosos foi reduzido em 9,6% (menos 44 vítimas). A redução no acumulado dos sete primeiros meses de 2008 também é expressiva: 8,9%. De janeiro a julho, houve 3.272 vítimas deste tipo de crime, o menor índice da série histórica, desde 1991. Em relação a junho último, porém, houve um aumento de 2,7% (mais 11 vítimas).

Obras do PAC param por falta de segurança no Rio

Pela primeira vez, o governo do Rio decidiu adiar uma obra do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) por alegar falta de segurança. As intervenções foram interrompidas na avenida Leopoldo Bulhões (zona norte), onde será construído um parque urbano após a elevação de uma linha férrea que passa pela via.

Já o latrocínio teve um aumento de 110% (mais 11 vítimas) em relação a julho de 2007. No acumulado entre janeiro e julho foram 128 vítimas em 2008 contra 99 do mesmo período do ano passado, o que representa um aumento de 29,3%.

As lesões corporais culposas no trânsito aumentaram em 2,5% em relação a julho de 2007, mas obtiveram um índice 3,3% menor no comparativo com junho de 2008. No acumulado dos sete primeiros meses, houve 23.115 casos em 2008 e 21.891 no ano anterior.

Outro delito de grande incidência no Estado, o roubo de carros atingiu índice menor se comparado a julho de 2007 (menos 79 casos). Já o furto de veículos cresceu 1,5% (mais 26 casos).

Dos delitos considerados prioridades pelo ISP-RJ, quatro obtiveram queda no acumulado dos sete primeiros meses do ano (homicídios dolosos, roubos e furtos de veículos e roubos em coletivos) e três apresentaram aumento (latrocínios, roubo de aparelho celular e roubo a transeunte) em comparação com o acumulado de 2007.

Conflitos com a polícia
Os autos de resistência, que são as mortes causadas por confronto policial, foram a causa de 62 óbitos em julho de 2008. Numa comparação com o mesmo mês do ano anterior, a redução foi de 23,5%, o que representa menos 19 falecimentos.

Numa comparação com junho do mesmo ano foi apresentada queda de 41%, o que significa 43 vítimas a menos. No combinado dos sete primeiros meses de 2007, 775 pessoas morreram. Já em 2008, os óbitos tendo como causa os confrontos com a polícia chegam a 815, um aumento de 5,7%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos