CGU lança site que calcula quanto tempo falta para servidor público se aposentar

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Atualizado às 16h50

A Controladoria-Geral da União (CGU) lançou nesta terça-feira (14) um sistema de consulta para os servidores públicos calcularem quanto tempo falta para a aposentadoria.

Batizado de Simulador de Aposentadoria do Servidor Público, os cálculos são feitos a partir de informações fornecidas pelo próprio servidor, como idade, tempo de contribuição e tempo no cargo. O simulador leva em conta todas as alterações feitas na Constituição desde a Reforma da Previdência de 1998. Clique aqui para acessar o sistema (o serviço apresenta certa instabilidade devido ao grande número de acessos, mas a CGU informa que técnicos estão trabalhando para aumentar a capacidade do sistema).

Manual para gastos federais

No mesmo evento, a CGU lançou um manual para orientar os gestores federais quanto à utilização dos recursos destinados ao Suprimento de Fundos e movimentados por meio do CPGF (Cartão de Pagamentos do Governo Federal) para o pagamento de despesas excepcionais


Segundo a CGU, o sistema foi criado para "facilitar a auditoria e a fiscalização dos processos de concessão de aposentadoria dos servidores públicos, tendo em vista a complexidade da legislação envolvida". O simulador faz automaticamente cálculos que antes eram feitos apenas por auditores.

"O que foi desenvolvido inicialmente como um instrumento de auditoria, revelou-se tão útil na prática que resolvemos abri-lo para ser manejado por milhares de servidores públicos de todos os poderes e esferas federativas, pois ele serve a todos e não só aos servidores do Executivo Federal", comenta o ministro da CGU, Jorge Hage, por meio de nota.

O órgão lembra, entretanto, que o simulador gera um relatório que não tem eficácia jurídica nem pode ser utilizado como documento para iniciar o processo de concessão de aposentadoria ou do abono de permanência. Ele serve apenas para o servidor verificar as regras e saber a data provável em que ele poderá se aposentar.

Hoje existem mais de um milhão de servidores públicos federais, além de 4,5 milhões de servidores municipais e estaduais, segundo a CGU.

Manual para gastos federais
No mesmo evento, a CGU lançou um manual para orientar o uso do chamado cartão de pagamento do governo federal, que é usado para despesas extras, ou seja, que não estão subordinadas ao processo normal de licitação.

São 40 perguntas e respostas para orientar o gestor federal e evitar "erros" no uso do dinheiro público. O manual foi preparado por técnicos que utilizaram constatações feitas pelos auditores em suas fiscalizações de rotina, afirma a controladoria.

"Especificamos os cuidados para operações com os recursos: a checagem para concessão, o acompanhamento dos lançamentos e a análise da prestação de contas", afirma a assessora da Secretaria Executiva da CGU e coordenadora do trabalho, Jaine Cerqueira.

O manual está disponível no site da CGU.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos