PF prende suspeitos de integrar esquema de venda ilegal de metais preciosos

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Uma operação da Polícia Federal na manhã desta terça-feira (14) prendeu quatro pessoas envolvidas em esquema de venda ilegal de metais preciosos. A operação Hydra aconteceu no Rio Grande do Sul e em São Paulo e, segundo nota da PF, foram apreendidos 555 kg de prata, 1,2 kg de pérolas, 530 gramas de ouro, 42 gramas de diamantes e brilhantes, além de 2,2 kg de outras pedras preciosas. Também foram apreendidos cerca de R$ 500 mil e US$ 100 mil em espécie, além de oito veículos e documentos.

Quatro grupos distintos estavam sendo investigados desde agosto. Segundo a PF, eles tornaram-se especializados na compra de metais preciosos, principalmente prata, adquiridos em Montevidéu (Uruguai) e os produtos entravam no Brasil através das fronteiras com o Rio Grande do Sul. A mercadoria era transportada em compartimentos falsos em automóveis e as organizações utilizavam meios ilegais para remeter dinheiro ao exterior e efetuar o pagamento do fornecedor.

A polícia estima que a movimentação da mercadoria ilegal tenha atingido uma tonelada por mês e o volume de dinheiro enviado para fora do país, no período da investigação, foi de aproximadamente US$ 2 milhões, afirma a PF.

Os grupos se utilizavam de empresas legalmente constituídas que atuam no comércio de metais preciosos como forma de dar aparente legalidade ao produto. As práticas configuram crime de evasão de divisas e contra a administração pública.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos