Policiais civis de todo o país prometem parar por até 24 horas no dia 29 em apoio aos paulistas

Silvana Salles
Do UOL Notícias
Em São Paulo

*Atualizada às 16h29

Depois do confronto de ontem entre policiais civis e militares - que deixou pelo menos 25 feridos - nas proximidades do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo de São Paulo, a Adepol do Brasil (Associação dos Delegados de Polícia do Brasil) determinou uma paralisação de policiais de todo o país no próximo dia 29. Os policiais poderão parar por até 24 horas, de acordo com o presidente da Federação Interestadual das Polícias Civis das regiões Centro-Oeste e Norte, Divinato da Consolação.

Projeção nacional

Sindicatos da Polícia Civil de São Paulo querem se reunir com Lula no sábado (18), na capital paulista. No encontro, eles pretendem entregar um documento ao presidente.

Divinato diz que a organização da paralisão é encabeçada por entidades de classe das Polícias Civis do Distrito Federal, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Goiás e Minas Gerais, e poderá acontecer mesmo que o governo de São Paulo decida entrar em negociação com os policiais paulistas.

"A paralisação é também para impedir que atos como o que aconteceu ontem não voltem a se repetir em outras unidades federativas", explica Divinato. "Os policiais estão indignados no Brasil inteiro".

Análise: Grupo de policiais cedeu à pressão dos sindicatos, diz consultor

Segundo o presidente da Adepol do Brasil, Carlos Eduardo Benito Jorge, a paralisação nacional foi marcada para o dia 29 para não influenciar o segundo turno das eleições municipais que ocorre no próximo dia 26.

Carlos Eduardo rechaça as declarações do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), sobre uma suposta politização do movimento grevista. "A greve é um movimento de reposição salarial. Não é um movimento político. É um movimento que já vem acontecendo há tempos e veio chegar próximo ao segundo turno [das eleições municipais]", disse ele.

O policial conta que associações de classe e sindicatos de pelo menos 20 Estados procuraram a Adepol do Brasil oferecendo apoio ao movimento grevista de São Paulo e propondo a paralisação desde a noite de quinta-feira (17).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos