Em sete anos, mais de 180 mil crianças são vítimas de acidentes de trânsito

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Um levantamento feito pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) mostra que mais de 180 mil crianças foram vítimas de acidentes de trânsito entre 2000 e 2007. Destas, 8.029 crianças morreram. A pesquisa foi feita em 13 capitais brasileiras.

De acordo com os dados, a porcentagem de crianças de 0 a 12 anos mortas variou entre 8,2%, em 2000, e 5,6%, em 2007, entre o total de vítimas fatais no trânsito.

Apenas no ano de 2007, 10.501 crianças ficaram feridas e 400 morreram. Destas apenas 65 eram passageiras: quase o triplo era pedestre (183 casos). O Estado que registrou o maior número de ocorrências foi Goiás, com 67 casos de morte.
  • Conheça os três tipos de assento infantil


Em 2008 (de janeiro a julho), 183 crianças morreram no trânsito, sendo que em 56 casos elas eram pedestres e, em 44, passageiras. O Pará o Estado com o maior número de ocorrências: 34 casos.

O estudo divulgado faz parte da campanha "a criança no trânsito", realizada este ano pelo Denatran. O órgão lembra que o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) regulamentou em junho deste ano o transporte de crianças de até dez anos de idade em veículos.

O Conselho definiu que a partir de junho de 2010 crianças de até 1 ano deverão ser transportadas no chamado bebê conforto; crianças entre 1 e 4 anos em cadeirinhas; de 4 a 7 anos e meio em assentos de elevação; e a partir dos 7 anos e meio fica permitido o uso do cinto de segurança no banco traseiro. Veja em infográfico como funcionam os assentos para crianças.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos