Alta do dólar leva brasileiros a reduzir gastos com viagens internacionais

Kelly Oliveira
Repórter da Agência Brasil
Em Brasília

A alta do dólar levou à redução das despesas de brasileiros em viagens ao exterior. Segundo dados do BC (Banco Central), em setembro, esses gastos chegaram a US$ 1,124 bilhão e, neste mês, até a data de hoje (23), caíram para US$ 599 milhões.

Os gastos de estrangeiros no Brasil, nesse período, passaram de US$ 468 milhões para US$ 357 milhões. De acordo com o chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes, com a crise externa, as viagens de estrangeiros também se reduziram.

Saída de dólares do país é maior, e saldo fica negativo em US$ 3,386 bilhões

Reflexo direto do aprofundamento da crise de liquidez internacional, o fluxo de câmbio contratado no país em outubro estava negativo em US$ 3,386 bilhões até a última terça-feira, dia 21

Com tais resultados, a conta de viagens internacionais, que fechou negativa em US$ 656 milhões em setembro, caiu para US$ 242 milhões, nos dados preliminares de outubro.

Na avaliação de Lopes, é provável que o impacto mais forte da alta do dólar na conta de viagens venha em novembro. "As novas contratações tendem a se reduzir", disse ele.

Altamir Lopes lembrou que, em setembro e outubro, os dados ainda refletem viagens marcadas anteriormente e faturas formadas "antes da volatilidade [oscilações do dólar]."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos