Policiais civis protestam na Assembléia Legislativa de São Paulo

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

Atualizado às 16h44

Os policiais civis em greve estão concentrados na Assembléia Legislativa de São Paulo (Alesp), na zona sul, para realizar mais um dia de protesto pelo reajuste salarial. De acordo com o diretor da Adpesp (Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado de São Paulo), o delegado André Dahmer, cerca de 500 policiais estão na galeria do plenário, acompanhando a sessão.
  • Thiago Bernardes/UOL

    Policiais em greve assistem à sessão da Assembléia, mas se viram de costas durante discurso do deputado José Antônio Barros Munhoz, líder do governo na Casa


Segundo cálculos do Sindicato dos Investigadores da Polícia Civil (Sisep), entretanto, a mobilização conta com cerca de 800 manifestantes.

O governo de José Serra encaminhou nesta semana à Alesp um projeto de lei complementar sobre ajuste salarial para as polícias Civil, Militar e Técnico-Científica. O texto prevê reajuste de 6,5% no salário-base a partir de 1º de janeiro do próximo ano e mais 6,5% a partir de janeiro de 2010.

O projeto de reajuste está na ordem do dia da Casa, ou seja, pronto para ser votado em plenário. Segundo a assessoria de imprensa da Alesp, ele ainda não foi anunciado e não é possível saber quando será.

Confronto
A entrada dos manifestantes no prédio foi pacífica. "Nosso movimento não é de guerra. Viemos a esta casa, que é a casa do povo, para acompanhar a sessão", afirmou Dahmer. O Exército, porém, optou por reforçar sua base no Ibirapuera, zona sul de São Paulo, devido à presença dos policiais em greve.

Na última quinta-feira, uma manifestação perto do Palácio dos Bandeirantes gerou um conflito entre as polícias Civil e Militar. Cerca de 30 pessoas ficaram feridas. Diferente do entorno da sede do governo estadual, os protestos são permitidos na Alesp. No último dia 30, os policiais em greve já haviam se manifestado no local, sem gerar conflitos.

Uma mobilização nacional está marcada para o próximo dia 29. Representantes da Polícia Civil de diferentes Estados virão a São Paulo para participar do movimento.

Os policiais civis estão em greve desde o dia 16 de setembro. Eles reivindicam reajuste de 15% imediatos e mais duas parcelas de 12% nos próximos dois anos.

*Com informações da Agência Estado

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos