Ex-PM suspeito de integrar milícia no Rio foge de presídio de segurança máxima

Da Agência Brasil
Em Brasília

O ex-policial militar Ricardo Teixeira Cruz, conhecido como Batman, acusado de integrar a milícia Liga da Justiça, que atua na zona oeste do Rio de Janeiro, fugiu do presídio de segurança máxima Bangu 8, no complexo de Gericinó.

A Liga da Justiça é um dos principais grupos paramilitares que atuam na zona oeste da cidade e seria liderado pelo deputado estadual Natalino Guimarães e seu irmão, o vereador Jerominho, segundo o Ministério Público. Os dois políticos também estão presos em Bangu 8, mas negam as acusações.

De acordo com investigações policiais, a milícia atuaria extorquindo moradores e comerciantes da zona oeste e explorando serviços irregulares como TV a cabo clandestina, transporte alternativo e venda de botijões de gás.

Também são investigadas as práticas de outros crimes, como torturas, agressões e homicídios na região.

A polícia acreditava ter desarticulado a milícia depois da prisão de Luciano Guinâncio Guimarães, filho do vereador Jerônimo Guimarães, no dia 18 de setembro.

Depois da fuga de Batman, todos os agentes penitenciários que estavam de plantão foram convocados a depor na delegacia de Bangu. Hoje à noite (28), a Secretaria de Administração Penitenciária vai dar uma coletiva de imprensa para falar sobre o caso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos