Porto Alegre inaugura ônibus noturno com rota de bares

Flávio Ilha
Especial para o UOL Notícias
Em Porto Alegre (RS)

Uma linha noturna de ônibus ligando 27 bares de Porto Alegre começou a funcionar nesta quarta-feira (29) para incentivar o uso de transporte público por consumidores que não querem desafiar a lei seca.

O circuito de 14,5 quilômetros implantado pela prefeitura, batizado de Linha Legal, percorre quatro bairros da cidade com grande concentração de estabelecimentos gastronômicos. Na primeira noite de funcionamento, os usuários reclamaram do horário de encerramento das viagens - 23h nos dias de semana e 1h às sextas e sábados.

  • Ivo Gonçalves/PMPA

    Linha noturna de ônibus tem rota que liga 27 bares de Porto Alegre

  • Ivo Gonçalves/PMPA

    O circuito da Linha Legal está em fase de testes e tem 14,5 km

"É mais seguro que sair de carro, mas demorou demais para passar", disse o universitário Thiago Charme a bordo da segunda viagem do coletivo, por volta de 21h. Como a linha tem apenas dois veículos e funciona em caráter experimental, o tempo de espera pode ultrapassar os 30 minutos prometidos pela prefeitura.

"Para quem pegava carona para mudar de bar, facilita. Mas parar as viagens às 23h numa quinta-feira de verão é brincadeira", reclamou a bancária Susana Carolina Azevedo. O serviço inicia diariamente às 19h e oferecerá partidas a cada meia hora num trajeto circular.

Como as vias do percurso, em geral, permanecem com grande fluxo de veículos durante a noite, a Companhia Carris - empresa pública de ônibus de Porto Alegre - já estuda a hipótese de colocar mais veículos à disposição dos usuários.

Na primeira noite de testes, 45 passageiros circularam pela Linha Legal nas nove viagens realizadas pelos dois coletivos. "Para um circuito apenas noturno e pouco usual, não podemos considerar que o movimento tenha sido fraco", disse o diretor-técnico da companhia, Helio Flores Mendes.

O serviço se estende até 5 de dezembro, durante um festival de gastronomia que ocorre na cidade. Se houver aceitação por parte dos usuários, poderá ser mantido como uma nova linha de ônibus em Porto Alegre. Mendes, no entanto, é cauteloso. "De forma nenhuma vamos implantar uma linha deficitária", afirmou.

Parceria entre a Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP) e a Associação dos Bares e Restaurantes do Estado, a iniciativa oferece tevê, ar-condicionado e telefone público aos passageiros pelo preço da tarifa normal de R$ 2,10.

"Funciona porque liga regiões afastadas da cidade que têm afinidade cultural", disse o professor Ubirajara Martins a bordo do coletivo. Ele estava a cinco quilômetros de casa e economizou os R$ 20 que pagaria normalmente pelo táxi, se não conseguisse alguma carona com os amigos. A nova linha o deixou na porta de casa. "Mas vamos ver se funciona. Tem que passar na segurança também", recomendou.

Outra novidade da linha é o tipo de veículo. Para cumprir o trajeto, que envolve ruas estreitas e engarrafadas, a Carris investiu em ônibus menores que o convencional, com capacidade para 29 pessoas sentadas. Um ônibus normal da empresa comporta 50 passageiros.

Além disso, em vias onde não circulam coletivos, os passageiros poderão parar o veículo em qualquer local, sem necessidade de haver um ponto fixo de embarque e desembarque. "Isso aumenta a segurança do usuário", disse Flores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos