Quatro dos seis assassinos de diretor de Bangu 3 já foram identificados

Da Agência JB
No Rio de Janeiro

O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, disse nesta quinta-feira (30) na DRFA (Delegacia de Roubos e Furtos de Automóves), que quatro dos seis envolvidos na morte do diretor de Bangu 3, José Roberto do Amaral Lourenço, já estão identificados. Segundo ele, os mandatos de prisão já foram expedidos.

O secretário foi à DRFA para assistir a exibição de "A Polícia que Queremos", episódio do programa Conexões Urbanas, apresentado por José Júnior, do AfroReggae. O programa mostrou ações das políciais militares de Minas Gerais e Ceará e também a atuação de policiais civis do Rio.

Beltrame gostou do programa, mas apontou dificuldade de implentar no Estado o programa Ronda, que atua em comunidades carentes de Minas. O secretário admitiu que "em mil favelas" do Rio isso não seria possível fazer por causa da ocupação do tráfico.

"Há risco iminente de confronto. Não temos como agir em mil áreas conflagradas do Rio. É preciso colocar estes lugares em paz antes de ocupá-los com a polícia", explicou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos