Policiais civis vão fazer manifestações 'onde o governador estiver'

Do UOL Notícias
Em São Paulo

A Polícia Civil de São Paulo decidiu fazer manifestações nas cidades onde estiver o governador José Serra (PSDB) a partir da próxima semana. Outra estratégia é pressionar os deputados na Assembléia Legistativa, onde tramita o projeto de reajuste que desagrada os manifestantes.

Cresce o impasse entre governo Serra e policiais

A tentativa de deputados mediarem o debate entre o governo e os grevistas foi frustrada e o clima de tensão marcou as quatro horas de discussão entre os parlamentares e representantes dos policiais. Nenhum representante do Executivo participou.

O texto do projeto, redigido por Serra, promete à categoria reajustes de 6,5% em 2009 e 2010. Os policiais mobilizados pedem a alteração do texto, com aumento imediato de 15%, mais dois reajustes de 12% em 2009 e 2010, entre outras reivindicações.

Ontem, 16 entidades da categoria participaram de uma audiência pública para discutir os projetos de lei do governo do Estado. A ausência de representantes de Serra fez crescer o impassem entre o governo e a categoria.

"Sentimos muito porque o governador diz que nós somos tão intransigentes, mas não mandou nenhum representante para conversar", reclamou João Rebouças, presidente do Sindicato dos Investigadores de São Paulo (Sipesp).

Os policiais estão em greve desde o dia 16 de setembro e seguem atendendo apenas a casos considerados emergenciais e essenciais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos