Menor queimado por ácido acusa militares do Exército no Rio

Da Agência JB
No Rio de Janeiro

O adolescente J.S.G, de 16 anos, foi queimado por ácido na tarde de quarta-feira (5), após pular o muro do 3º Regimento de Infantaria do Exército, em Realengo, zona norte do Rio. De acordo com policiais da 33ª DP (Realengo), ele acusa militares da unidade de terem jogado o produto químico sobre seu corpo.

Em depoimento na delegacia, segundo os agentes, o jovem disse que pulou o muro do quartel, onde funcionava uma antiga fábrica de cartuchos, para fumar maconha juntamente com um amigo de 20 anos de idade.

Mais notícias

Acidente na Rio-Santos entre van e carro-pipa deixa seis mortos e cinco feridos

Flagrado pelos militares de serviço, em represália, ele teria sido ferido com ácido. O rapaz teve boa parte do corpo atingido. O amigo dele conseguiu escapar.

Após o incidente, o adolescente procurou atendimento no Hospital Albert Schweitzer. Posteriormente, ele foi à delegacia registrar a ocorrência. De acordo com os policias, o adolescente seria levado por parentes para ser atendido no setor de queimados do Hospital do Andaraí.

Conforme os agentes, o Exército foi comunicado do fato e os militares estão sendo aguardados nesta quinta-feira (6) na delegacia para prestar esclarecimentos. O adolescente fará exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos