Em nota, Exército afirma que promotor acompanhará caso sobre tortura de jovem no RJ

Da Agência JB
No Rio de Janeiro

O Comando Militar do Leste divulgou uma nota à imprensa na tarde desta sexta-feira (7) sobre o caso do jovem que alega ter sido torturado por militares após invadir, na tarde de quarta-feira, uma área desativada de um quartel do Exército, na Vila Militar, em Realengo.

Segundo a nota, o Inquérito Policial Militar (IPM) instaurado para apuração rigorosa da conduta dos militares será acompanhado por um Promotor da Justiça Militar, por solicitação do Encarregado do Inquérito.

O comunicado diz ainda que "o Exército Brasileiro em contato com a família do jovem lesionado, colocou sua rede hospitalar e seu corpo médico à disposição da família".

O jovem corre o risco de perder a visão do olho esquerdo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos