Índios devem deixar sede da Chesf na Bahia ainda hoje

Da Agência JB
No Rio de Janeiro

Cerca de 50 índios que ocupam as instalações da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf), em Salvador, nesta segunda-feira (10) devem começar a deixar o prédio agora à noite. A retirada foi possível graças à chegada de membros do Ministério Público, que intermediaram as negociações entre os índios da etnia Tuxá e a diretoria da Chesf.

Protesto em Salvador

Os donos de barracas do Imbuí, em Salvador, na Bahia, realizaram um protesto em frente à prefeitura nesta segunda-feira (10) para que as estruturas não sejam demolidas. Cerca de 100 fizeram um "apitaço" na Praça Municipal.


Os Tuxá só aceitaram deixar o local após uma videoconferência com o diretor de Operação, Mozart Arnaud, e o de Engenharia e Construção, José Aílton de Lima. Na reunião ficou acertado um encontro entre os índios, diretores da Chesf e representantes do Ministério Público na sede da Polícia Federal em Salvador, às 15h do próximo dia 18.

Os índios reivindicam indenizações para cerca de 90 famílias que tiveram suas terras inundadas em 1988 pela construção da Usina Hidrelétrica de Luiz Gonzaga, em Pernambuco, conhecida como barragem de Itaparica.

Em comunicado divulgado na tarde desta segunda-feira, a Chesf informou que os manifestantes são membros de famílias indígenas já contempladas no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado, em 2004, com o Ministério Público Federal, Fundação Nacional do Índio (Funai), os Tuxá e entidades ligadas aos direitos dos povos indígenas.

Segundo a Chesf, foram indenizadas no total 442 famílias. Por isso a diretoria da empresa teria sido surpreendida pela ação dos índios. "Fizemos negociação com base na lei e com a participação efetiva do Ministério Público e da Funai", garantiu o coordenador do Empreendimento de Itaparica, Carlos Aguiar.

As lideranças indígenas assinaram o acordo de desocupação enviado por fax, e se comprometeram a deixar o prédio ainda hoje para que os servidores da companhia possam retomar suas atividades profissionais nesta terça-feira. No encontro marcado para o dia 18, a empresa vai discutir com os índios a incorporação dessas famílias ao TAC.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos