Defesa da ex-diretora da Anac rechaça indiciamento por acidente da TAM; Infraero, TAM e Anac não comentam

Do UOL Notícias
Em São Paulo

A defesa da ex-diretora da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), Denise Abreu, divulgou nota afirmando que não concorda com o indiciamento da Polícia Civil a respeito do acidente da TAM em julho do ano passado.

O advogado Roberto Podval afirma estar "absolutamente perplexo com o anúncio feito nesta quarta-feira pelo delegado Antonio Carlos Barbosa, hoje delegado do 15º Distrito Policial" que indiciava sua cliente.

"É um absurdo e muito estranho que o delegado tenha anunciado dessa forma para a imprensa uma lista, antes mesmo de as pessoas serem chamadas para ser indiciadas. A autoridade policial não pode se pautar pela opinião pública. A forma deveria ser técnica. Não pirotécnica", afirma Podval.

Segundo o delegado, as pessoas que residem em São Paulo foram intimadas a comparecer à delegacia no começo da semana que vem para receber o indiciamento. Os moradores de outras localidades serão formalmente indiciados pelo que se chama de "carta precatória".

O advogado afirma que medidas judiciais serão tomadas para evitar "essa clara injustiça e absurdo jurídico". A nota afirma ainda que "não há qualquer nexo ou ligação possível de causa e efeito entre o trágico acidente e a atuação de Denise Abreu no colegiado de cinco diretores que dirigia a Anac, sob o comando do presidente Milton Zuanazzi".

Podval ressalta ainda que "todos os fatos técnicos levantados até agora, de forma séria, ressaltam que o acidente não teria ocorrido se os manetes do avião estivessem na posição correta".

Outras manifestações
Procurada pelo UOL, a assessoria de imprensa da Infraero não comentou o indiciamento de seus funcionários pois afirma que ainda não foi comunicada sobre o inquérito nem teve acesso ao laudo.

A companhia aérea TAM disse que aguarda o final das outras investigações sobre o caso para se manifestar publicamente. Outro inquérito está sendo preparado pela Polícia Federal e a Aeronáutica também investiga as causas do acidente.

A Anac afirma que não foi notificada oficialmente sobre os indiciamentos de seus funcionários e também não se pronunciou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos