'Globais' defendem cotas para baixar preço da meia-entrada; UNE quer adiar votação

Claudia Andrade
Do UOL Notícias
Em Brasília

Um grupo de atores e atrizes acompanha nesta terça-feira (24), na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado, a votação do projeto sobre a meia-entrada.

Wagner Moura, Gabriela Duarte, Marcelo Médici e Beatriz Segall estão entre os que defendem o estabelecimento de cotas para venda de ingressos pela metade do preço. Junto com a regulamentação da emissão da carteirinha de estudante, acreditam que os preços dos espetáculos vai diminuir.

Para a atriz Gabriela Duarte, ninguém mais no país paga o preço cheio da entrada. "Aí, o que acontece? Os preços ficam exorbitantes e irreais, como ocorre hoje", argumenta a atriz Gabriela Duarte.

"Se continuar como está, a tendência é de caos", completa Wagner Moura.

O projeto que está em discussão prevê uma reserva de 40% das entradas. A UNE (União Nacional dos Estudantes) é contra o que considera uma restrição aos direitos dos estudantes e quer adiar a votação do projeto.

"Não dá pra implantar cotas se não existe controle. Os senadores têm responsabilidade sobre a implementação do sistema de fiscalização", defende Luana Bonone, diretora de comunicação da UNE. "Queremos que o projeto seja mais discutido", acrescenta.

Na última semana, a votação foi adiada depois de um pedido de vista do senador Inácio Arruda (PCdoB-CE). O parlamentar alegou que a falta de definição de um sistema para controlar a venda dos ingressos reservados aos estudantes inviabilizaria a implantação da cota.

O projeto, de autoria dos senadores Eduardo Azeredo (PSDB-MG) e Flávio Arns (PT-PR), prevê a criação de um conselho que ficaria responsável pela criação de um "instrumento de controle que faculte ao público o acesso às informações atualizadas" referentes à quantidade de ingressos reservados para estudantes e pessoas com mais de 60 anos em cada sessão.

O conselho, que também será o responsável pelo controle da emissão dos documentos de identificação estudantil, deverá ser criado pelo Poder Executivo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos