Quase uma semana depois de temporal, árvores seguem caídas nas ruas de Belo Horizonte

Rayder Bragon
Especial para o UOL
Em Belo Horizonte

O temporal que atingiu Belo Horizonte há quase uma semana ainda afeta o dia-a-dia de moradores de uma das regiões mais atingidas pelo vendaval.

Transtornos em BH

  • Rayder Bragon/UOL
  • Rayder Bragon/UOL

    Temporal derrubou cerca de 200 árvores na Pampulha, em BH; muitas continuam nas ruas

Segundo o órgão responsável da prefeitura, cerca de 200 árvores tombaram no dia do temporal na região da Pampulha na noite de quarta-feira, dia 19, chuvas e ventos de mais de 50 quilômetros causaram destruição e prejuízos na capital e em cidades da região metropolitana. Até hoje, terça-feira (25), árvores derrubadas pelo temporal continuam impondo obstáculos aos moradores, motoristas e pedestres na região da Pampulha.

No local, cerca de 60 chamados são registrados diariamente pela Gerência Regional de Jardins e Áreas Verdes, órgão da prefeitura responsável pelo atendimento à população da região.

Marcelo Rocha Matos, gerente regional, explica que moradores do local temem ser vítimas de novos temporais e os conseqüentes acidentes advindos na esteira de chuvas torrenciais, como as que atingiram a região na semana passada.

"A população está temerosa porque vê a árvore do vizinho caindo e acha que o mesmo pode acontecer com ela. Então, todo mundo está ligando. Estamos contando com a ajuda da secretaria do meio ambiente para fazer vistorias nos locais solicitados", afirma.

O prazo estipulado por ele para que os troncos e galhos sejam removidos é de 15 a 20 dias. Porém o gerente condicionou a celeridade do trabalho das equipes que fazem a coleta do material à descontinuidade de chuvas na região.

"Se não houver outra chuva de igual intensidade, que Deus permita que não venha, os trabalhos de remoção devem durar esse período", disse.

Chuvas em SC

Defesa Civil contabiliza dezenas de mortes; 8 municípios estão isolados

Marcelo Matos disse contar com equipe formada por 30 funcionários, que são responsáveis por carregar de 10 a 15 caminhões por dia somente com os galhos e troncos das árvores tombadas pelo temporal.

A pilha resultante da descarga dos caminhões na sede do órgão municipal, localizada no bairro Castelo, chega a seis metros de altura, segundo informou o gerente, que ainda revelou serem os programas sociais da Amas (Associação Municipal de Assistência Social) o destino da madeira recolhida.

Os bairros mais afetados da região foram São Luís, Santa Branca, Itapoã, Santa Amélia, Bandeirantes e a orla da lagoa da Pampulha.

A prioridade de atendimento, segundo o gerente, é a retirada de árvores que apresentam risco aos moradores.

"Estamos retirando a média de 12 árvores por dia. São árvores grandes, extensas. A prioridade do nosso atendimento é para árvores que estejam em risco de cair sobre casas ou vias de tráfego", explicou Matos.

Em seguida, Matos lista como atendimento secundário a liberação ao trânsito de ruas cujo acesso fora bloqueado e, por último, a remoção de galhos e troncos que foram previamente retirados do asfalto e colocados provisoriamente nas calçadas.

Árvores antigas
Matos aponta a idade avançada das espécies de árvores plantadas na região como uma das prováveis causas para os acidentes observados no dia do temporal.

"A Pampulha tem uma arborização muito antiga. São árvores com mais de 50 anos de idade. Com o tempo e também em caso de alguma intervenção feita na base da árvore, ela tende a cair quando há ventos acima do normal, como foi o caso da chuva da semana passada", revela.

Marcelo Matos revela ser intenção da Prefeitura de Belo Horizonte a gradual substituição das árvores por espécies mais novas.

"Estamos tentando rever essa situação da arborização, analisar a situação das árvores mais antigas e estar substituindo por árvores mais apropriadas, inclusive para o próprio passeio (calçada). Não é uma tarefa fácil, mas é uma dinâmica da prefeitura, é um objetivo nosso", revelou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos