Há uma armação no meu processo de cassação, diz Paulinho

Ivy Farias
Da Agência Brasil
Em São Paulo (SP)

Acusado de fazer parte de um esquema fraudulento que desviava recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), o deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força Sindical (PDT-SP), afirmou hoje (28) que está "acompanhando de longe" o processo de sua cassação no Conselho de Ética da Câmara. "Isso é uma armação por conta do meu trabalho na Câmara", disse.

"Estou 'por dentro' do que está acontecendo, mas acompanhando tudo de longe", disse aos jornalistas durante o seminário da CNTU (Confederação Nacional dos Trabalhadores Universitários). "O processo está na mão dos meus advogados e dos deputados. Quem quiser me dar um voto de confiança que dê", afirmou.

O deputado falou que está tranqüilo e argumentou ainda que, ao contrário do que foi noticiado na imprensa, o jantar com o presidente Lula "já estava marcado há mais de um mês". "Não estou preocupado com nenhum destes boatos", disse.

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, jantou com representantes de várias centrais sindicais do país na quarta-feira (26), na residência oficial da Granja do Torto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos