Em área de risco, 40 moradores deixam casa em Florianópolis (SC)

Luiz Nunes
Especial para o UOL Notícias
Em Florianópolis (SC)

Quarenta moradores de Florianópolis tiveram que deixar suas casas em razão dos abalos provocados na área por causa das fortes chuvas. Uma rachadura em um morro no sul da ilha indica uma possibilidade de desmoronamento duas vezes superior ao que aconteceu na SC-401 - rodovia que liga a área central ao norte de Florianópolis - que interrompeu quatro pistas

A fenda dividiu a estrada Rosélia Paulina Ferreira, no Morro da Costa de Cima, bairro do Pântano do Sul. "Conferimos que é um terreno com desgaste geologicamente antigo. Pode ocorrer deslizamento a qualquer momento", alerta o coordenador da Defesa Civil de Florianópolis, Charles Schnorr. Os moradores tiveram que ser levados a abrigos ou liberados para ir à casa de familiares.

Os moradores informaram à Defesa Civil que o local já registrou acidentes geológicos semelhantes, mas nunca houve ameaça de desmoronamento. Para Schnorr, avaliações de leigos não podem ser levadas em consideração. "Pode ser que o deslizamento ocorra em 30 anos ou amanhã. Nossas medidas são cautelares", explica.

Pesquisadores da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) fazem um monitoramento na área, que deve definir se voltará a ser habitada. Um laudo realizado por geólogos da instituição indicou que a área está ameaçada. Segundo o coordenador da Defesa Civil, o monitoramento pode condenar de vez ou indicar a necessidade de construção de muros de contenção no morro.

Os moradores devem pedir um laudo técnico independente para tentar liberar o local. A Defesa Civil voltará a se reunir com eles na segunda-feira (8). Se o exame diagnosticar que a área é segura, o órgão autorizará o retorno, desde que a própria comunidade e o responsável pelo documento se responsabilizem pela habitação na zona ameaçada.

Se o monitoramento dos pesquisadores apontar constante risco no local, será avaliada a questão legal da ocupação na área. Caso a situação seja irregular, será desapropriada.

Com os 40 desabrigados, Florianópolis contabiliza 56 pessoas que tiveram que deixar suas casas. Outras 16 ficaram desalojadas com as chuvas há uma semana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos