Porto de Itajaí funciona em regime emergencial

Da Agência Brasil
Em Brasília

O porto de Itajaí voltou a funcionar ontem, em regime emergencial, após as tempestades e enchentes que atingiram o Estado de Santa Catarina.

No regime emergencial o porto recebe navios de pequeno porte, conhecidos como "navios feeder", que precisam de pouca profundidade para operar. A capacidade dos navios feeder é, aproximadamente, um terço da apresentada pelos navios que normalmente operam no terminal portuário.

As embarcações vão movimentar as cargas de exportação que ficaram paradas em Itajaí com as cheias. O escoamento será feito via porto de Santos, de onde vão chegar, 292 containeres vazios. De início, 45 containeres cheios seguirão para o terminal portuário paulista, segundo a superintendência do porto de Itajaí.

A Secretaria de Portos deve anunciar nessa semana o vencedor da licitação para a dragagem do porto e os trabalhos devem demorar pelo menos 60 dias. A dragagem e as obras de recuperação dos berços vão usar os R$ 350 milhões liberados por meio da Medida Provisória 448, anunciada pelo presidente Lula em visita ao local no último dia 26.

De acordo com superintendência do porto de Itajaí, a economia nacional perde cerca de US$ 35 milhões por dia com a destivação do terminal portuário.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos