Lula reafirma que vai eleger seu sucessor em 2010

Yara Aquino
Da Agência Brasil
Em Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reafirmou hoje (9) que vai eleger seu sucessor nas eleições de 2010. "Também tenho certeza de que vou fazer minha sucessão, e só espero que quem for eleito me convide para vir aqui inaugurar outros trechos da [Ferrovia] Norte-Sul", disse Lula, ao discursar em Colinas (TO) na inauguração de um trecho da obra. .

A declaração de Lula foi uma resposta ao ex-presidente e senador José Sarney (PMDB-AP), que discursou antes de dele e disse esperar que o presidente eleja um sucessor que dê continuidade às obras do governo. "Que o senhor faça seu sucessor, que pense como Vossa Excelência e trabalhe como Vossa Excelência", afirmou o senador.

Lula disse que a classe política não conhece o país e lembrou que, quando deputado, criticou o então presidente da República, José Sarney, quanto este falou em construir a Ferrovia Norte-Sul. "Quando Sarney anunciou que construiria a Norte-Sul, eu era deputado e fiz críticas, dizia que [a ferrovia] ia ligar o nada ao nada. Quis Deus que eu fosse eleito presidente para dizer ao Sarney: Vamos fazer a Norte-sul, porque a classe política não conhece o país, conhece seu estado e quem faz campanha também não conhece."

O presidente ressaltou que entrou em contato com a realidade brasileira ao percorrer o país com as Caravanas da Cidadania, realizadas em campanha política nos anos 90. "Quando terminei as caravanas, vi que eu estava preparado."

Lula falou também sobre a crise financeira mundial, afirmando que sua geração "tomou vacina contra a crise", de tanto ter ouvido falar do assunto. Ele reafirmou que o Brasil está preparado para enfrentar a crise e que ela deve ser encarada como uma oportunidade para que, passadas as conseqüências, o país esteja ainda mais fortalecido para retomar o crescimento. "Não tem nenhum país do mundo mais preparado para enfrentar essa crise, com mais estabilidade, temos reservas", disse.

Inauguração de ferrovia
Em Tocantins, Lula participou da inauguração de um trecho de 94 quilômetros da Ferrovia Norte-Sul, ligando o Pátio Multimodal de Araguaína ao Pátio de Colinas do Tocantins. A obra integra o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e teve custo de cerca de R$ 300 milhões.

O novo trecho da ferrovia começou a ser construído em março de 2007, com recursos provenientes do Tesouro Nacional e da subconcessão conferida à companhia mineradora Vale, que vai explorá-lo comercialmente por um período de 30 anos.

De acordo com o Ministério dos Transportes, a decisão do governo federal de subconceder à iniciativa privada a operação da Ferrovia Norte-Sul deve-se ao expressivo volume de investimentos necessário à sua total implantação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos