Marco Aurélio critica manutenção de julgamento depois de pedido de vista

Luana Lourenço
Da Agência Brasil
Em Brasília

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello, que adiantou pedido de vista do processo sobre a constitucionalidade da demarcação contínua da Terra Indígena Raposa Serra do Sol, no julgamento de hoje (10), criticou a possibilidade de votação de outros ministros ainda nesta tarde.

"Se eu fosse um deles, aguardaria o voto de um colega que pediu vista. Não é uma matéria para se decidir sem uma reflexão maior", afirmou.

A sessão foi suspensa para almoço e será retomada às 14h para que fique estabelecido se o pedido de vista antecipado será acatado de imediato ou se os seis ministros anteriores votam e o julgamento é interrompido apenas no momento em que Marco Aurélio for chamado.

Marco Aurélio argumentou que a decisão do tribunal sobre a Raposa vai influenciar outras decisões sobre terras indígenas e por isso não pode ser tomada de forma apressada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos