Governador de Roraima promete retomar diálogo com Conselho Indígena

Marco Antonio Soalheiro
Enviado especial da Agência Brasil
Em Roraima

O governador de Roraima, José de Anchieta Júnior, admitiu hoje (11) que buscará uma reabertura de diálogo com o CIR (Conselho Indígena de Roraima) após o STF (Supremo Tribunal Federal) ter sinalizado ontem (10) que deverá manter a demarcação contínua da Terra Indígena Raposa/Serra do Sol.

"Não podemos radicalizar. Temos sempre, como gestores, que buscar alternativas que tragam consenso e bem-estar. Devemos buscar uma solução que atenda a índios e não-índios, quem sai e quem fica na região", afirmou após a cerimônia de lançamento de um memorial em homenagem ao ex-governador Otamar Pinto.

Anchieta Júnior saiu do evento às pressas para embarcar rumo a Brasília, onde deverá se reunir durante a tarde com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo o governador, os assuntos da reunião serão questões fundiárias e ambientais, porém não conversará sobre a situação da Terra Indígena Raposa/Serra do Sol, "porque a questão está judicializada".

Apesar do discurso conciliador de agora, na última segunda-feira (8), Anchieta Júnior fez duras críticas ao CIR e ao governo federal. O governador afirmou que os índios seriam manipulados por organizações não-governamentais para favorecer interesses estrangeiros, em um processo que contaria com a conivência de órgãos federias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos