Chuva em Minas Gerais causa estragos em 73 cidades e já deixa 12 mortos

Rayder Bragon
Especial para o UOL Notícias
Em Belo Horizonte

A morte de um aposentado de 57 anos em Cataguases (a 311 km de Belo Horizonte) elevou para 12 o número de mortos em razão das chuvas que castigam o Estado de Minas Gerais. Mais duas cidades decretaram situação de emergência e agora já são 41 municípios nesta situação entre 73 que relataram algum dano relacionado aos temporais.

A Defesa Civil do Estado informou que 4.234 pessoas estão desabrigadas e 23.796 foram desalojadas pelas águas. Ao todo, quase 152 mil pessoas foram afetadas de alguma forma pelos temporais nas últimas semanas.

Até nesta sexta-feira (19), 288 pessoas haviam sido feridas em decorrência de eventos relacionados aos temporais, que se intensificaram desde o dia 12, mas já fizeram vítimas desde o mês de setembro. A Defesa Civil também informou que 13.271 casas estão danificadas e 133 residências e 30 pontes foram destruídas.

A 12ª vítima das chuvas oficialmente reconhecida pela Defesa Civil, o aposentado Walter Resende de Oliveira, tentou atravessar o rio Pomba, em Cataguases, e acabou arrastado pela forte correnteza do rio. O acidente ocorreu na quarta-feira (17), quando o rio subiu 9 metros acima do nível normal e inundou a cidade. O corpo do aposentado foi encontrado em uma praça da cidade.

Chuvas diminuem em Santa Catarina, mas alerta contra deslizamentos é mantido

Na quinta-feira (18) a Defesa Civil divulgou o aumento do número de mortos em decorrência das chuvas que atingem o Estado. Agora são 131 mortos e 22 pessoas desaparecidas.

Cataguases e Carmo da Mata (Região Centro-Oeste, a 180 km de BH) decretaram situação de emergência. Equipes da defesa civil estão nas localidades mais afetadas e distribuem cestas básicas, cobertores, lonas para contenção de encostas, além de água potável para as vítimas.

A cidade de Formiga (Região Centro-Oeste) está com o fornecimento de água paralisado desde a terça-feira (16) em decorrência de rompimento da parte central da barragem que abastece o município.

Em Belo Vale (Região Central do Estado) a força das chuvas destruiu o acesso à cidade pela MG-422, que dá acesso a BR-040. A cidade está isolada porque a ponte que faz a ligação com o município de Moeda ruiu. O rio Paraobepa transbordou e inundou a cidade. Várias pessoas estão ilhadas.

O governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), reúne-se na manhã desta sexta-feira (19) com os secretários de Saúde, Transporte e Obras Públicas, além de coordenadores da defesa civil, para avaliar os estragos da chuva.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos