Gás canalizado tem reajuste de preço no Estado de São Paulo

Da Agência Brasil
Em São Paulo

A Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) autorizou o repasse do aumento do gás para as tarifas dos serviços de distribuição de gás canalizado prestados pelas distribuidoras Comgás e Gás Natural São Paulo Sul. O aumento já está em vigor.

Para os postos que vendem GNV o repasse será de 22,17% na área de concessão da Comgás, e de 24,8% na área da Gás Natural SPS. Sendo assim, o repasse ao usuário do gás veicular será de aproximadamente 14% a 15% na área de concessão da Comgás, e de 16% a 17% na área da Gás Natural SPS. Já os usuários residenciais serão preservados neste momento e não sofrerão nenhum reajuste em suas contas de gás.

Em nota, a Arsesp informou que "o repasse autorizado é motivado pela alta do dólar e pela variação do preço do petróleo e seus derivados. Essas condições trouxeram ao mercado de gás natural brasileiro um desequilíbrio nas contas das concessionárias, já que impactam no preço de fornecimento de gás contratado com a Petrobras, que por sua vez importa grande parte do suprimento da Bolívia". A empresa Gás Natural São Paulo Sul depende 100% do suprimento boliviano e a Comgás 70%.

Crítica
A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, Fiesp, divulgou uma nota repudiando o aumento da tarifa do gás canalizado. "Com a queda no preço do barril de petróleo de U$ 150 para menos de U$ 40, deveria haver boa vontade da Petrobras, criando condições que evitassem a necessidade de aumento neste momento tão inoportuno. É lamentável", diz o presidente da Fiesp, Paulo Skaf.

De acordo com a nota, a Fiesp trabalhou fortemente para postergar o aumento no preço de gás natural por algumas semanas. "Agora precisamos de medidas compensatórias a esses setores para evitar maiores prejuízos à nação", completa o presidente da Fiesp.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos