No RS, 29 municípios decretam situação de emergência por causa da estiagem

Da Agência Brasil
Em Brasília

Enquanto Santa Catarina, Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo sofrem com as fortes chuvas e enchentes, o Rio Grande do Sul passa por um período de estiagem. Há mais de 40 dias não chove e 29 municípios gaúchos tiveram de decretar situação de emergência pela falta de água e pelas altas temperaturas.

A Defesa Civil informou que houve prejuízo em grande parte da produção agrícola do Rio Grande do Sul. No município de Sete de Setembro, um dos mais prejudicados, a produção de milho foi atingida.

"A perda maior foi no cultivo de milho, 80% ou mais. As produções de leite e soja também foram afetadas", afirmou o vice-prefeito do município, Márcio Politowski. Ele também disse que a cidade aguarda a ajuda do governo do estado.

Para o secretário da Agricultura, Pecuária, Pesca e Agronegócio do Rio Grande do Sul, João Carlos Machado, ainda não há previsão de forte impacto econômico. "Nós estamos fazendo um levantamento para disponibilizar sementes para que os agricultores replantem e não percam toda a produção", disse.

Machado informou que o governo e a Secretaria de Irrigação, recentemente criada, estão trabalhando na construção de microaçudes nos 130 municípios do estado.

Segundo o coordenador regional da Defesa Civil, Luiz Fernando Souza, a estiagem ainda não atingiu o consumo humano. Entretanto, a população foi orientada a controlar o consumo de água.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos