Serviço de pagamento de pedágio no Brasil é um dos mais caros do mundo

Elaine Gonçalves e Ivy Farias
Agência Brasil

Disponível nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul, o Sem Parar, serviço de pagamento eletrônico de pedágios, é um dos mais caros do mundo: por ano, custa R$ 176,76. Em países da Europa, os valores ficam bem abaixo, como na Itália, cujo valor é de aproximadamente R$ 48. Na França e Portugal, o preço do serviço é, em média, de R$ 65 e R$ 32, respectivamente.

Segundo a assessoria de imprensa da empresa, em outros países, as concessionárias de pedágio repassam um valor para as administradoras do serviço. No Brasil, de acordo com a assessoria, o dinheiro dos pedágios fica com as administradoras, fazendo com que a empresa tenha que cobrar uma mensalidade de R$ 10,04 para carros de passeio e R$ 11,20 para caminhões. O custo de adesão ao serviço e de instalação do aparelho é cobrado à parte: R$ 56,28.

O caminhoneiro Paulo Sergio dos Santos utiliza o Sem Parar por dois motivos: economizar tempo e administrar melhor seu dinheiro. "Passo direto no pedágio, então não preciso ficar na fila", diz. Para Paulo, pagar o serviço mensalmente é mais vantajoso porque anda com o dinheiro contado. "Se pago o pedágio, fico sem almoço. Pagando de uma vez, não corro esse risco", afirma.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos