Governo de Santa Catarina repudia greve de policiais militares

Da Agência Brasil
Em Brasília

O governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira, divulgou uma nota hoje (26) condenando a greve dos policiais militares no Estado. Segundo o governador, a paralisação é uma afronta às normas da Constituição Federal e aos regulamentos militares. "O movimento não é reivindicatório, é guerrilheiro", diz o comunicado.

RJ: OAB vai recorrer ao MP contra policiais que mataram rapazes em perseguição

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Rio de Janeiro, Wadih Damous, informou hoje (26) que a entidade entrará com uma representação no Ministério Público Estadual para abertura de ação penal contra os policiais envolvidos no homicídio do militar Rafael Oliveira dos Santos, de 21 anos, morto durante perseguição entre policiais e assaltantes de banco, em Brás de Pina, subúrbio do Rio


Silveira garante que o Estado está utilizando todos os meios logísticos para que a segurança pública seja mantida. O governador também pediu que a população repudie os atos de violência.

"O Governo do Estado não negociará com a faca no peito. Os Comandantes, que contam com o meu total apoio e solidariedade, ao invés de reagir com violência, usarão, com todo rigor, as normas disciplinares previstas em seus regulamentos", afirma Luiz Henrique.

De acordo com a Associação de Praças de Santa Catarina (Aprasc), a paralisação, deflagrada na no dia 22 de dezembro, já conta com 19 unidades militares totalmente paralisadas, entre batalhões, guarnições especiais, pelotões e destacamentos. Mais de 150 viaturas em todo o Estado estão paradas, com os pneus esvaziados ou trancadas dentro dos quartéis.

Os militares querem o cumprimento da Lei Complementar 254, sancionada em 2003, que estabelece um reajuste de até 93% nos salários. Segundo a Aprasc, até agora o governo pagou a metade do que foi estabelecido na lei. A Associação também reivindica a efetivação do plano de carreira, aprovado em 2006.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos