Passagens de ônibus serão reajustadas na próxima segunda-feira em BH

Rayder Bragon
Especial para o UOL
Em Belo Horizonte (MG)

As passagens de ônibus de Belo Horizonte, Minas Gerais, terão reajuste médio de 9,5% a partir desta segunda-feira (29), informou a BHTrans, empresa ligada à prefeitura da capital e que gerencia e fiscaliza o sistema de transporte urbano.

Previsão do tempo em MG

Em virtude do choque de ventos provenientes da região Amazônica contra os que vêm do Oceano Atlântico, existe a possibilidade de chuvas intensas para os próximos 4 dias em regiões do Estado de Minas Gerais, onde a temporada das águas se iniciou em setembro deste ano e deixou quase 6 mil pessoas desabrigadas e 56 mil desalojadas, além de ter causado a morte de 13 pessoas e ferimentos em 290 vítimas


O valor da passagem passará dos atuais R$ 2,10 para R$ 2,30 (linhas perimetrais, diametrais, semi-expressos, troncais - nas cores laranja, azul, vermelha e verde, respectivamente). O mesmo valor será cobrado nas linhas que fazem a integração ônibus-metrô. Os microônibus que atendem vilas e favelas de Belo Horizonte vão elevar os preços das passagens de R$ 0,50 para R$ 0,55. Na média diária, cerca de um milhão e meio de usuários utilizam os ônibus na cidade.

A alegação para o aumento é que o último reajuste havia sido dado em 30 de dezembro de 2007 e os itens que compõem o custo do sistema tiveram alta nos preços ao longo deste ano.

Segundo a BHTrans, os componentes que tiveram preços reajustados no ano são o óleo diesel (15,92%), pneus (11,52%), mão-de-obra (7,2%) e despesas administrativas (7,2%), além do valor de aquisição dos veículos ter sofrido reajuste de 6%.

Ainda de acordo com a empresa, que adota o sistema de bilhetagem eletrônica, o portador do cartão BHbus (cartão amarelo), fornecido por empresas, poderá utilizar os créditos remanescentes sem precisar acrescer nenhum valor em razão do aumento. Somente quem não conseguir utilizar o valor compreendido entre a última recarga e o prazo de 6 meses é que deverá solicitar à empresa a revalidação dos créditos do cartão.

Até o dia 13 de fevereiro de 2009, os usuários do sistema de transporte que adquirirem por conta própria os créditos eletrônicos (cartão azul) e que fizerem a compra até o dia 28 deste mês, deverão procurar os postos onde adquiriram os cartões para revalidar os créditos, sem custo adicional.

Segundo a diretora de desenvolvimento e implantação de projetos do órgão, Jussara Bellavinha, o repasse de aumentos ao usuário já havia sido acordado e não deverá causar surpresas.

"Isso já é um padrão de reajuste para ser dado nesta época. A data do reajuste e a fórmula de reajuste já são estipuladas em contrato das concessionárias. É uma fórmula que está previamente fixada também com as instituições que definem os índices, que são o IBGE e a fundação Getúlio Vargas. Está tudo claro", explicou Bellavinha.

Uma nova concessão foi dada neste ano para quatro consórcios de empresas, que devem explorar o serviço de transporte público da capital mineira até 2028.

Segundo a diretora, a mão-de-obra e despesas administrativas correspondem a 50% da tabela de custos do sistema. O óleo diesel equivale a 25%, e pneus, a 5%. O preço de aquisição de ônibus fica com os 20% restantes.

A frota da capital é composta por 2.823 veículos que são divididos em 268 linhas.

Táxi-lotação
Os táxis que fazem o transporte de passageiros sob a modalidade "táxi-lotação" sofreram reajuste também. Os preços passarão de R$ 2,20 para R$ 2,40.

Esse serviço cobra do usuário um valor pouco acima da passagem praticada nos ônibus, e os veículos que participam do programa têm o percurso autorizado apenas nas avenidas Afonso Pena e Contorno.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos