Obras de despoluição de canais no Rio de Janeiro vão custar R$ 185 milhões

Da Agência Brasil

O governo do Estado do Rio de Janeiro vai começar as obras de despoluição dos canais do Cunha e do Fundão. O custo do projeto está avaliado em R$ 185 milhões e será pago pela Petrobras. O trabalho ficará sob a responsabilidade da Secretaria de Estado do Ambiente, como anunciou hoje (2) a secretária Marilene Ramos, as obras devem começar no próximo dia 16.

"Nós pretendemos, já nos primeiros dias de janeiro, iniciar efetivamente a obra. Os equipamentos, as dragas, já serão instalados para retirar os primeiros volumes de sedimentos do canal", disse.

Está prevista a retirada de metais pesados concentrados depositado no fundo dos canais. O restante do lixo, como pneus e carcaças de automóveis, será encaminhado ao Centro de Tratamento de Resíduos de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

De acordo com a secretária, a obra, prevista para durar dois anos, deve retirar mais de 2 milhões de metros cúbicos de material dos canais. A dragagem vai facilitar a circulação de água e impedir enchentes. O dinheiro também será investido em obras de saneamento e urbanização.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos