Número de municípios em emergência em SC chega a 11

Luiz Nunes
Especial para o UOL Notícias
Em Florianópolis (SC)

Atualizado às 20h33

A Defesa Civil de Santa Catarina já contabiliza 11 municípios em estado de emergência devido às novas chuvas que atingiram o Estado no último final de semana. A última cidade a declarar emergência foi Lauro Müller. As outros municípios são: Araranguá, Criciúma, Forquilhinhas, Jacinto Machado, Turvo, Nova Veneza, Içara, Ermo, Siderópolis e Meleiro. No total, 18 foram afetados pela chuva forte no fim de semana. O número de desabrigados ou desalojados já passa de 2.200.

BNDES anuncia medidas de apoio a Santa Catarina

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou hoje medidas de apoio ao governo de Santa Catarina e às empresas localizadas nos municípios catarinenses que declararam estado de calamidade pública ou situação de emergência por causa das enchentes em SC


Até agora, 639 pessoas estão sem lar e outros 1.573 tiveram que deixar suas residências. Ao contrário da catástrofe que assolou Santa Catarina no fim de novembro, não houve registro de mortes. Outra diferença é que o registro de deslizamentos de terra é pequeno e a maior proporção de casas atingidas se refere a inundações.

Uma das piores situações está em Araranguá, onde há 372 desabrigados e 800 desalojados. Em Criciúma, a principal cidade da região sul, são 200 os desalojados e 35 os desabrigados.

Nova Veneza registra danos no sistema de abastecimento de água, energia, transporte e comunicação. Devido à chuva, 30 postes caíram. Trinta e seis moradores estão desabrigados, 160 desalojados e outros 780 sofreram algum tipo de prejuízo.

Os outros sete afetados, mas que ainda não encaminharam decreto são Urussanga, Timbé do Sul, Tubarão, Jaguaruna, Laguna, São Martinho e Praia Grande.

Estradas
O volume de água também prejudica o tráfego de veículos. A BR-101, entre os quilômetros 404 e 412, deve ficar interditada pelos próximos três dias.

Há pelo menos 1 metro de lâmina de água sobre a pista. O trecho fica entre Maracajá e Araranguá, onde 130 turistas ficaram ilhados e tiveram que ser resgatados no domingo (4). Na manhã desta segunda-feira (5), pelo menos 35 deles dormiam dentro dos carros, estacionados à margem da rodovia.

Com o bloqueio, os motoristas de veículos leves e ônibus devem desviar pelas SCs-446 e 448. Caminhões estão proibidos e devem utilizar a BR-116.

Nas estradas estaduais, há bloqueios em alguns pontos. As SCs-416 e 474 têm queda de barreira. As SCs-450 e 449 apresentam água na pista. A SC-448 não suporta o trânsito de caminhões e permite a passagem apenas de veículos leves.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos