Propaganda e comércio irregulares são foco do 2º dia do "Choque de Ordem" no Rio

Do UOL Notícias
No Rio de Janeiro (RJ)

A propaganda ilegal foi o principal alvo da operação "Choque de Ordem" nesta terça-feira (6), no Rio de Janeiro. Em Botafogo, na zona sul da cidade, a ação "Publicidade Legal" teve início às 9h30 e contou com técnicos da Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização, guardas municipais e garis da Comlurb.

Na sede do Botafogo de Futebol e Regatas, foram colados adesivos de identificação em três outdoors. O muro do clube não pode conter propaganda por ser um bem tombado.

O Instituto Psiquiátrico Philippe Pinel também teve adesivos colados, uma vez que é propriedade federal e a publicidade também é proibida. As empresas responsáveis devem retirá-los em até 48 horas ou a Secretaria Especial de Ordem Pública fará a remoção e acionará as mesmas em juízo para arcar com as despesas.

Mais de 120 outdoors irregulares em toda a cidade foram mapeados pela Secretaria Especial de Ordem Pública e serão fiscalizados.

Além da publicidade ilegal, os comerciantes irregulares e vendedores de rua foram vistoriados nesta terça. Os fiscais recolheram na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade, 48 bebidas diversas, 200 kg de frutas, 100 kg de verduras e 25 kg de doces, além de salgados e bebidas.

Na Tijuca, bairro da zona norte, 100 kg de livros e 34 óculos foram apreendidos. Para um depósito seguirão pilhas, controles, fones e rádios que estavam à venda no bairro. O mesmo destino terão os 30 refrigerantes/água, dez guarda-chuvas, dois guarda-sóis e uma lona que eram vendidos no centro do Rio.

Nesta quarta-feira (7), os bairros a serem fiscalizados serão Botafogo, Flamengo, Catete, Largo do Machado e Glória, na zona sul da cidade.

Na última segunda-feira (5), a operação "Choque de Ordem" foi iniciada às 5h com dez ações na capital fluminense. No fim do dia foram contabilizadas 50 toneladas de mercadorias apreendidas, 144 veículos multados e 48 moradores de rua acolhidos.

Taxista é preso
Durante a ação que vistoriava o transporte irregular no centro do Rio, o taxista Cláudio Teixeira de Souza, 35, atropelou o fiscal de trânsito José Joaquim Gomes Filho. Ele foi preso por guardas municipais e policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Autos.

O motorista estava sem carteira de habilitação e tentou furar o bloqueio montado pelas equipes da Secretaria Especial de Ordem Pública na avenida Presidente Vargas. O fiscal teve escoriações pelo corpo e o caso foi encaminhado à 5ª DP (Gomes Freire).

Apreensão de carros de luxo
Na Barra da Tijuca, entre os 17 carros de passeio rebocados pelo Detran estavam uma Mercedes e um Jaguar. Em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, mais 27 carros e quatro motos foram retidos, somando 48 veículos. A operação visa o combate à inadimplência do IPVA, multas e outras taxas.

Para o presidente do Detran, Fernando Avelino, os proprietários de carros de luxo são "atletas da inadimplência", uma vez que têm condições de pagar os impostos e taxas, mas não o fazem. Ele garantiu que operações como essa serão permanentes e aperfeiçoadas com o uso da informática.

"Que ninguém pense que a fiscalização será abrandada com o decorrer do tempo, já que é obrigação do Detran zelar para que se cumpra o que está estabelecido nas normas que regulam o trânsito e o registro de veículos", concluiu o presidente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos