Salvador registra 50 homicídios em cinco dias

Heliana Frazão
Especial para o UOL Notícias
Em Salvador (BA)

Os cinco primeiros dias deste ano foram marcados pela violência na região metropolitana de Salvador, na Bahia. Dados oficiais da Centel (Central de Telecomunicações), órgão da Polícia Civil, revelam que 50 pessoas foram assassinadas até o final da noite de segunda-feira (5), o que dá uma média de dez mortes violentas por dia, o dobro do registrado no mesmo período de 2008. O número de assassinatos nos primeiros cinco dias do ano também é o maior desde 2005.

Desde que tomou posse, há pouco mais de dois anos, a violência é o maior problema enfrentado pelo governador Jaques Wagner (PT). De acordo com a SSP (Secretaria de Segurança Pública), foram registrados 2.189 homicídios no ano passado somente na região metropolitana de Salvador, contra 1.665 casos em 2007 e 1.223 em 2006. Pressionado pelo número exagerado de ocorrências, o governador trocou no ano passado toda a cúpula da SSP, incluindo o secretário. Segundo a SSP, o tráfico de drogas é o maior responsável pelo recrudescimento da violência na região metropolitana de Salvador.

Neste ano, um dado chamou a atenção das autoridades policiais: dos 50 assassinatos, 49 eram homens, a maioria (75%) entre 25 e 35 anos. Um dos crimes mais chocantes foi um duplo assassinato ocorrido no interior de uma churrascaria, na periferia de Salvador. Os irmãos Regivaldo, 31, e Willian Santos Martinez, 28, almoçavam no último final de semana quando foram mortos com mais de 20 tiros. Dois homens chegaram em uma moto e começaram a atirar, provocando pânico nos cerca de 50 clientes que lotavam as dependências da churrascaria.

Outro duplo homicídio aconteceu no Cabula, bairro localizado a 15 km do centro de Salvador. Dois homens aparentando 25 anos, ainda sem identificação, foram mortos a tiros por cinco pessoas que estavam em um carro e duas motos. "Faz tempo que não vejo um início de ano tão violento como este", disse a delegada Sônia Santana, da Delegacia de Homicídios.

Em Simões Filho (região metropolitana), o adolescente Iago Alves Costa, 16, também foi assassinado no último final de semana - até o início da tarde desta terça-feira (6), ele é a vítima mais jovem da violência na Grande Salvador.

Para combater a violência, no final do ano passado, 3.200 novos policiais foram incorporados ao efetivo do Estado. Segundo o governador Jaques Wagner, mais 3.200 policiais deverão ser contratados por meio de outro concurso público.

A maior preocupação do governo baiano é reduzir o índice de violência nas próximas semanas, quando o fluxo turístico deverá aumentar muito em Salvador, em consequência das festas populares, principalmente a lavagem das escadarias da igreja de Nosso Senhor do Bonfim (ainda este mês) e do Carnaval.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos