Rios continuam com nível muito acima do normal nos municípios do interior fluminense

Do UOL Notícias
No Rio de Janeiro (RJ)

Porciúncula, cidade no noroeste do Rio de Janeiro, está praticamente ilhada. Com 3.000 desalojados e 300 desabrigados, apenas veículos de grande porte ou tração integral nas quatro rodas conseguem trafegar nas estradas da região. Os moradores receberam nesta quarta (7) 40 mil litros de água mineral, duas toneladas de alimentos e colchões. O abastecimento de água foi suspenso, assim como em Cardoso Moreira, no norte do Estado.

De acordo com o levantamento da Coordenação da Defesa Civil do Estado, os rios Muriaé, Carangola, Pombas e Paraíba do Sul estão com os níveis muito altos. A previsão da Defesa Civil é de chuva em todo o Estado até a próxima sexta-feira (9). O órgão orienta que os moradores dessas áreas evitem se aproximar das encostas.

Permanecem em situação de emergência os municípios de Itaperuna, Muriaé, Italva, Santo Antonio de Pádua, Campos dos Goytacazes, Natividade, Porciúncula, Cambuci, Aperibé, Bom Jesus de Itabapoana, São Fidélis, Paraíba do Sul e Cardoso Moreira.

O número de desalojados no Estado é de aproximadamente 32,5 mil. Já o total de desabrigados está em torno de 2.600. A Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil (Sesdec) estima que 62.720 pessoas foram afetadas pelas chuvas no Rio de Janeiro.

Segundo a Sesdec, há suspeita de leptospirose em dois casos de óbito registrados em janeiro no município de Itaperuna. As vítimas apresentaram todos os sintomas, mas a causa só será confirmada com os resultados dos exames laboratoriais. Seis pacientes com suspeita da doença estão sob tratamento e já realizaram os exames.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos