Em sete a cada dez homicídios no RJ são utilizadas armas de fogo

Da Agência Brasil*
No Rio de Janeiro (RJ)

Sete entre cada dez assassinatos no Estado do Rio de Janeiro, no primeiro semestre de 2008, foram cometidos com armas de fogo. O dado foi divulgado hoje (8) pelo ISP (Instituto de Segurança Pública), em seu balanço semestral de ocorrências criminais.

De acordo com o levantamento, dos 2.859 homicídios cometidos nos seis primeiros meses do ano passado, 2.015 contaram com o uso de armas de fogo, ou seja, 70,5%. O índice é superior aos 68,6% registrados no primeiro semestre de 2007, quando 2.152 dos 3.135 homicídios foram cometidos com este tipo de arma.

Segundo o mesmo levantamento, a polícia do Rio de Janeiro apreendeu, em 2008, menos armas do que no ano anterior. Foram 5.174 armas no primeiro semestre de 2008, contra as 5.799 apreendidas no mesmo período do ano anterior.

Entre as armas apreendidas em 2008, 26,3% eram fuzis, metralhadoras, submetralhadoras e pistolas, 54,5% eram revólveres, 13,1% eram escopetas, carabinas e espingardas e 6,1% armas de fabricação caseira, garruchas e trabucos.

Confrontos com a polícia
No primeiro semestre de 2008 foram registrados 757 óbitos em confrontos com a polícia, os chamados autos de resistência. Este número é mais de quatro vezes maior que os dados do ano 2000, no mesmo período, quando houve 172 vítimas.

O ano 2000 é referência de análise porque foi a partir deste que a Polícia Civil passou a disponibilizar os registros de ocorrência de modo automático.

Outro acréscimo significativo foi registrado nas ocorrências totais de roubos e furtos. Este número cresceu de 41.412 de janeiro a junho do ano 2000 para 69.715 em 2008, no mesmo período. Entre estes se destacam os casos de roubo a transeunte, que variou de 9.036 para 33.300, avaliando-se o mesmo período. As ocorrências de furto subiram de 43.220 para 83.903.

A maior queda registrada foi no número de vítimas de homicídio doloso. Nos primeiros seis meses do ano 2000 morreram por este motivo 3.287 pessoas, enquanto em 2008 esse índice caiu para 2.859.

O número total de ocorrências sofreu um crescimento de 215.715 casos no primeiro semestre de 2000 para 322.017 nesta temporada em 2008.

*Com informações de Rafaella Javoski

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos