Professor acusado de mutilar aluna será ouvido pela polícia no Rio

Rafaella Javoski
Do UOL Notícias
No Rio de Janeiro (RJ)

Está marcado para as 11h desta sexta-feira (9) o depoimento do professor, cujo nome não foi divulgado, acusado de mutilar uma aluna do ensino fundamental, no Rio de Janeiro. A menina de dez anos é estudante de uma escola municipal de Copacabana, na zona sul do Rio. O caso aconteceu no segundo semestre de 2008.

A vítima afirmou à polícia que o professor não permitiu que ela fosse ao banheiro e segurou a porta mesmo após ela tê-lo avisado de que seu dedo estava preso. Ela perdeu parte do dedo médio da mão esquerda.

Segundo os pais da menina, com medo do professor, ela se afastou da instituição durante um mês.

De acordo com a delegada da 12ª DP (Copacabana), Martha Rocha, o caso constitui-se como lesão corporal grave, porque houve a perda de membro ou função. "É uma deformidade permanente e isso dá pena de um a cinco anos", explicou.

A delegada afirmou que o professor era voluntário e já foi afastado. Ela pretende ouvir a diretora da escola também nesta sexta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos