Governo do Rio espera receber sinal verde para socorro a Paraty

Da Agência JB

A ajuda do governo estadual do Rio de Janeiro ao município de Paraty, no sul fluminense, que ainda sofre os efeitos da tromba d'água da madrugada do último sábado (10), depende da aprovação dos órgãos ambientais. Segundo o vice-governador e secretário de Obras, Luiz Fernando Pezão, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, garantiu que irá avaliar hoje as medidas para o licenciamento ambiental da estrada Paraty-Cunha, que foi completamente destruída e é a principal ligação entre o município fluminense e o sul de Minas e o Vale do Paraíba paulista.

Pezão lembrou que é necessário chamar os órgãos ambientais para a discussão das obras necessárias à cidade, já que muitos projetos foram debatidos, mas acabaram travados pela questão ambiental. A idéia não é prejudicar o meio ambiente, mas chegar a um consenso que permita as obras necessárias para evitar novas tragédias.

Ele comentou que o presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Luiz Firmino, sobrevoou Paraty para ver o que poderia ser feito em relação ao rio Perequê-Açu, que corta a cidade e apresenta alto índice de assoreamento.

"O Estado está ajudando Paraty desde o dia da tromba d'água, mas acabamos travados por questões ambientais. O ministro Minc disse que hoje ia verificar o licenciamento ambiental da estrada Paraty-Cunha, por exemplo, que corta dois parques e foi totalmente destruída. Acho que agora, diante dessa tragédia, os órgãos ambientais serão mais ágeis para que possamos socorrer a população", ressaltou o vice-governador.

Pezão afirmou que os recursos para a estrada já estão disponíveis e que o governador Sérgio Cabral quer uma resposta imediata, para minimizar os problemas da população.

Da mesma forma, os técnicos estaduais estão acompanhando o preenchimento do Formulário de Avaliação de Danos (Avadan), para que o Estado possa homologar situação de emergência e o Ministério da Integração Nacional possa disponibilizar recursos para a cidade.

"Estamos vendo com o ministro Geddel Vieira Lima a possibilidade de disponibilizar recursos para o socorro a Paraty, mas dependemos da definição dos custos necessários para a reconstrução da cidade", explicou.

O governo estadual está trabalhando junto à bancada fluminense na liberação de recursos para os 12 municípios atingidos pelas chuvas no norte e noroeste do Estado, Rio Bonito e também Paraty. Os secretários afirmam estar atentos aos problemas enfrentados pelos municípios, na tentativa de dar uma resposta imediata e tentar diminuir os riscos para a população.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos