Perdas por causa da chuva em Paraty-RJ podem chegar a R$ 15 milhões, diz Defesa Civil

Thais Leitão
Da Agência Brasil
No Rio de Janeiro

Os prejuízos causados pela enchente que atingiu o município de Paraty, no sul fluminense, no último sábado (10), podem chegar a R$ 15 milhões, conforme informou nesta quarta-feira (14) o coordenador da Defesa Civil municipal, Antônio Tavares. Segundo ele, serão necessários aproximadamente 90 dias para a cidade se recuperar.

Governo do Rio espera receber sinal verde para socorro a Paraty

A ajuda do governo estadual do Rio de Janeiro ao município de Paraty, no sul fluminense, que ainda sofre os efeitos da tromba d'água da madrugada do último sábado (10), depende da aprovação dos órgãos ambientais. Segundo o vice-governador e secretário de Obras, Luiz Fernando Pezão, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, garantiu que irá avaliar hoje as medidas para o licenciamento ambiental da estrada Paraty-Cunha, que foi completamente destruída e é a principal ligação entre o município fluminense e o sul de Minas e o Vale do Paraíba paulista

"Estamos trabalhando muito para recuperar a cidade, mas a destruição foi muito grande, principalmente as obras públicas. Vamos levar um bom tempo para restabelecer a ordem", afirmou.

Com a tromba dŽágua que caiu sobre a região no último sábado, o Rio Perequê-Açu, o principal da região, subiu 8 metros e deixou 12 bairros que ficam à sua margem alagados. Pelo menos mil pessoas ficaram desalojadas e 50, desabrigadas. Além disso, calçadas, muros e pontes foram destruídas. O centro histórico do município, famoso por sediar a Festa Literária Internacional de Paraty, a Flip, também foi atingido.

O abastecimento de água no município também foi interrompido, já que a rede de distribuição foi danificada. Segundo Tavares, os serviços de reparo deves ser concluído até o fim da tarde de hoje (14). Enquanto isso, para minimizar os impactos causados à população, a prefeitura contratou dez caminhões-pipa e conseguiu, com municípios vizinhos, o empréstimo de outros dez.

A cidade ainda está em situação de emergência, mas, de acordo com a prefeitura, não há mais moradores desabrigados ou desalojados.

Além de Paraty, no sul do estado, 12 municípios das regiões norte e noroeste do Rio foram atingidos pelas fortes chuvas das últimas semanas, levando suas prefeituras a decretar situação de emergência. Uma outra, Cardoso Moreira, ficou em estado de calamidade pública.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos