Cabral reconhece que faltam pelo menos 20 mil policiais no Rio de Janeiro

Da Agência Brasil
No Rio de Janeiro (RJ)

A polícia do Rio de Janeiro tem uma defasagem de mais de 20 mil homens, disse hoje o governador do Estado, Sérgio Cabral. Ele comentou a carência de pessoal na área de segurança pública fluminense ao participar da cerimônia de formutura de 677 soldados da PM.

Acompanhado do secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, Cabral anunciou que 250 formandos serão destacados para o policiamento comunitário a partir de fevereiro. Antes disso, os soldados vão fazer treinamento de 20 dias no Bope (Batalhão de Operações Especiais) da PM.

De acordo com Cabral, 200 homens serão deslocados para a Cidade de Deus, dominada por traficantes, e 50 para a favela do Batan, em Realengo, onde há a atuação de milícias. Os novos policiais, assinalou ele, vão ajudar a reprimir o tráfico e a ação das milícias.

"Efetivamente, por ausência do Estado, da mesma maneira como cresceram os traficantes, cresceram os milicianos e nós temos que enfrentá-los. Assim como existem os bandidos do tráfico de drogas desejosos de ocupar territórios para vender a cocaína, a maconha e o ecstasy, os bandidos da milícia dominam territórios para vender serviços, como segurança, gato net, botijão de gás e o transporte ilegal", disse Cabral.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos