Padronização de medidas do vestuário começa pelas meias

Da Agência Brasil
Em São Paulo (SP)

Para garantir que as peças tenham o mesmo tamanho em todas as lojas, a Associação Brasileira do Vestuário (Abravest) criou a padronização de roupas: a partir de agora, peças de número 40, por exemplo, terão as mesmas medidas em todo o país.

"Quem exige os padrões são os consumidores, que não aguentam mais ficar trocando de roupa", garante o presidente da Abravest, Roberto Chadad. "Saímos na frente. Agora, todos os setores também querem criar uma padronização".

Lojistas e consumidores aprovam padronização

Para garantir que as peças tenham o mesmo tamanho em todas as lojas, a Associação Brasileira do Vestuário (Abravest) criou a padronização de roupas: a partir de agora, peças de número 40, por exemplo, terão as mesmas medidas em todo o país

Hoje (15), a entidade anunciou em São Paulo o cronograma das adaptações aos novos padrões pela indústria do vestuário: as primeiras peças a ter as novas especificações são as meias.

Nos meses de março e abril, as peças infantis serão adaptadas aos novos padrões. Depois, entre junho e julho, são as roupas do vestuário masculino. No final do ano, será a vez das roupas femininas.

"Agora que vamos a aprender a confeccionar de acordo com um padrão, vai ficar mais fácil exportar roupas", acredita Chadad. Segundo ele, as fábricas poderão receber a encomenda de um país e atender melhor as expectativas. "O cliente manda o molde e nós produzimos de acordo com o padrão de cada país".

A estilista Cynthia Ribeiro alerta que a padronização não é tão simples para os profissionais da moda brasileira. "O Brasil possui uma enorme mistura de raças, que gerou diversos biotipos", explica. Segundo ela, a padronização vai gerar novos custos para a indústria. "Todas as fábricas terão que gastar criando novos moldes".

Para Cynthia, o maior desafio da padronização são os diversos biotipos existentes nas cinco regiões do Brasil. "Em cada lugar há um tipo diferente. O que poderia ser feito é criar uma padronização de acordo com o segmento, como jeans, malharia etc", ressalta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos