Melhora estado de vítimas do desabamento da igreja Renascer

Da Agência Brasil
Em São Paulo

Melhorou o estado de saúde de duas das quatro pessoas que ficaram gravemente feridas durante o desabamento do teto da igreja Renascer em Cristo, no bairro do Cambuci, zona sul da capital paulista, na noite do último domingo (18). A menina Stefanie Batanovi de Sá, de 9 anos, e Rebeca Martins da Silva, de 55 anos, continuam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital São Paulo, da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), mas evoluíram de um estado gravíssimo para uma estabilidade, segundo informou o hospital.

As outras duas vítimas que permanecem em estado gravíssimo são Fábio Jodas, de 27 anos - internado no Hospital das Clínicas, com várias fraturas e afundamento do crânio - e Elivelise Del Corso, que está na UTI do Hospital Vergueiro. No desabamento, nove pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas.

O local da tragédia está fechado e a entrada dos peritos da Polícia Científica só poderá ocorrer depois de afastado o risco de desabar algumas paredes laterais que restaram, segundo afirmou a Defesa Civil. A administração do templo tem prazo até amanhã (21) para contratar uma empresa de engenharia a fim de retirar os escombros do local e garantir a entrada segura dos peritos da polícia científica. Isso já está sendo providenciado, conforme informou a assessoria da igreja.

Chuva pode derrubar parede inclinada da igreja Renascer, diz Defesa Civil

Uma parte deste lado da parede, que inclinou meio metro, já caiu sobre casas no entorno da igreja, mas ninguém ficou ferido. O lado esquerdo apresenta rachaduras. Dez imóveis foram interditados.

Por medida de cautela, a Defesa Civil interditou nove imóveis vizinhos, na rua Robertson, sendo oito casas e um estabelecimento comercial. De acordo com nota divulgada pela Defesa Civil, foi oferecida toda a assistência necessária aos moradores que deixaram suas moradias e estão em casa de amigos, de parentes ou em hotéis.

A Secretaria da Segurança Pública informou que até o momento foram ouvidas seis testemunhas no inquérito policial, aberto na 1ª Delegacia Seccional, entre parentes dos mortos ou sobreviventes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos