Pó suspeito faz 35 trabalhadores pararem no hospital no Rio Grande do Sul

Da Agência JB

Um produto de cor amarelada - encontrado na noite desta segunda (19) num saco plástico na localidade conhecida como lixão, em Santa Maria (RS), provocou mal estar em 35 trabalhadores que atuam na seleção do lixo.

Todos foram levados para uma unidade de saúde com sintomas de dor de cabeça, vômito e irritação nos olhos. Há indícios de que alguns enfermeiros apresentaram os mesmos sintomas depois do contato com os pacientes. Os trabalhadores ficaram em observação e uma amostra do pó foi recolhida para análise.

Febre amarela
Nesta terça-feira, o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS) do Rio Grande do Sul deverá se manifestar oficialmente sobre a morte de uma adolescente de 14 anos, suspeita de ter contraído a febre amarela na região do Vale do Rio Pardo - próxima ao centro. Se confirmado, este será o primeiro registro da doença nessa localidade.

Uma equipe de técnicos do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS) foi deslocada para o município de Candelária para apurar as causas da morte da menina. A equipe também vai verificar se há bugios mortos - que teve grande incidência na cidade de Júlio de Castilhos, no centro do Estado. O CEVS enviou amostras de sangue para o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, para detectar a febre amarela. Duas mortes da doença já foram registradas no Sul.

Desde que o primeiro caso foi confirmado, o Governo do Estado já disponibilizou um milhão e duzentas mil doses de vacina nas áreas de risco, nos postos de vacinação em Porto Alegre e em todo o Rio Grande do Sul. Outras 500 mil doses estão chegando.

Um total de 109 municípios do Noroeste gaúcho e região Central do Estado são considerados áreas de risco da febre amarela, dos quais 52 já eram área de risco e a população já vinha sendo vacinada.

Técnicos da Secretaria Estadual de Saúde monitoram a situação desde 2002, quando registraram os primeiros casos de animais mortos com febre amarela.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos