Dono de funerária no PR espera que Bento 16 abençoe estátua de Cristo

Marcus Vinicius Gomes
Especial para o UOL Notícias
Em Curitiba (PR)

O empresário Edson Cooper afirmou nesta terça-feira (20) esperar que o Papa Bento 16 abençoe o Cristo Redentor de 59 metros - 20 a mais do que o Cristo do Rio de Janeiro - que ele pretende erguer no cemitério vertical em forma de pirâmide na região metropolitana de Curitiba.

Cooper lembra que na inauguração de uma estátua do Cristo no Balneário Camboriú, em Santa Catarina, Bento 16 aceitou acionar um botão virtual no Vaticano, que acendeu as luzes da obra no dia de sua inauguração.

"Podemos fazer o mesmo aqui. Fazer com que o Papa abençoe o Cristo via Internet, exibindo-o em um telão", explicou. Só o projeto arquitetônico do Cristo, segundo ele, teria custado R$ 750 mil.

O prazo para conclusão da estátua e do cemitério vertical em forma de pirâmide, segundo Cooper, é o mesmo de um edifício de 12 andares. "Se utilizarmos pré-moldados, em dois anos no máximo poderemos inaugurar a obra".

Diamantes
Conhecido pelas técnicas de preparação de corpos que oferece, Cooper está introduzindo no país uma técnica que transforma as cinzas dos falecidos em diamantes sintéticos.

O material é enviado a uma empresa na Suécia, que extrai o carbono das cinzas e o submete a um combinado de alta pressão e alta temperatura durante um processo de três meses. O resultado é uma pedra preciosa com valor comercial de mercado equivalente ao valor pago pelo cliente: R$ 6.000.

De acordo com Cooper, um diamante contendo as cinzas de um parente foi encomendado por uma curitibana e deve chegar ao Paraná nos próximos dias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos