UNE espera reunir 10 mil estudantes no Fórum Social Mundial

Luana Lourenço
Da Agência Brasil
Em Brasília

A União Nacional dos Estudantes (UNE) espera reunir mais de 10 mil estudantes durante o Fórum Social Mundial, entre os dias 27 de janeiro e 1° de fevereiro em Belém, capital do Pará.

A entidade, que em edições anteriores do Fórum encampou protestos contra o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a Área de Livre Comércio entre as Américas (Alca), dessa vez vai fazer barulho pela soberania da Amazônia e contra a mercantilização da educação.

Parte da caravana da UNE deve sair de Salvador (BA), onde até o dia 25 a entidade realiza uma bienal de arte e cultura. De acordo com a presidente da entidade, Lúcia Stumpf, ônibus de todo o país também levarão estudantes para Belém. O grupo vai ficar hospedado no Acampamento Mundial da Juventude, instalado no campus da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA).

Segundo Lúcia, a UNE deve lançar durante o evento a campanha "A Amazônia é do Brasil", em parceria com estudantes do Projeto Rondon. "Defendemos o desenvolvimento da Amazônia sem que haja entrega aos interesses internacionais", argumentou.

Os brasileiros serão os anfitriões do Encontro Internacional de Estudantes, que acontecerá paralelo ao Fórum, como em outras edições. A expectativa, segundo ela, é receber representantes de pelos menos 30 entidades estudantis internacionais. Nesse evento, os protestos serão contra a mercantilização da educação.

"É um manifesto contra a inclusão da educação em acordos da OMC [Organização Mundial do Comércio]. A educação não é mercadoria. Tem que ser mantida como assunto discutido no foro da Unesco [Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura], por exemplo", defendeu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos