Seca no Rio Grande do Sul afeta mais de 125 mil pessoas

Lourenço Canuto
Da Agência Brasil
Em Brasília

O Estado do Rio Grande do Sul contabiliza 85 municípios em situação de emergência em conseqüência da estiagem, que afeta mais de 125 mil pessoas. A situação é mais grave na região do planalto e nas cidades de Passo Fundo e Santo Angelo, de acordo com a Defesa Civil estadual. Mas, em Canelas, já ocorreu até chuva de granizo e vendavais, de acordo com o órgão do Ministério da Integração Nacional.

A Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária prevê perdas nas lavouras do Estado, por causa da seca, que terá precipitação reduzida entre 25 milímetros e 50 milímetros na média histórica das chuvas, neste mês e em fevereiro. A expectativa é de que o quadro melhore no próximo mês, na metade do norte gaúcho, com a ocorrência de chuvas dentro dos padrões normais, segundo a Defesa Civil.

Na metade sul, choverá menos no mês do carnaval, em média 120 milímetros, devendo as chuvas voltarem em março, com a ocorrência de precipitações de 130 milímetros, consideradas normais.

Para o membro do Conselho de Agrometeorologia do Rio Grande do Sul José Inácio Pereira da Silva a escassez de chuvas no estado no princípio do ano se deve à grande evaporação de água, com as altas tempraturas do verão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos