Angra 1 suspende fornecimento de energia por quatro meses para manutenção

Isabela Vieira
Da Agência Brasil
No Rio de Janeiro

A Usina Nuclear Angra 1 ficará desligada por quatro meses, a partir de hoje (24), para manutenção e reabastecimento. Segundo a Eletronuclear, estatal que controla a usina, o desligamento permitirá a troca dos geradores de vapor usados na produção de energia. A compra e a instalação dos novos equipamentos custará R$ 724 milhões.

A termonuclear fornece cerca de 10% da energia usada no Estado do Rio. Com a paralisação, a demanda deve ser coberta por outras usinas, especialmente as hidrelétricas. De acordo com o superintende de Angra 1, Jorge Luiz Rezende, a troca dos equipamentos é preparada há 10 anos e foi combinada pelo Operador Nacional do Sistema (ONS), responsável pelo abastecimento de energia no país.

"Programamos o desligamento de hoje até, no máximo, 6 de junho. Nesse período, outras usinas que estavam paradas ou operando com potência reduzida serão acionadas para suprir essa deficiência", disse. "Esse período também foi escolhido pela abundância de chuvas, que favorece as hidráulicas e não coloca nenhuma área em risco de desabastecimento".

Com a função de produzir o vapor que movimenta as turbinas e produzem energia elétrica, os geradores serão substituídos por outros mais modernos, que não sofrem corrosão. A Eletronuclear constatou uma predisposição para desgaste da liga metálica dos tubos, o que reduz em cerca de 20% a capacidade da usina.

A troca dos equipamentos será feita por peças mais resistentes, que permitirão ainda inspeções de segurança mais rápidas. "A substituição eliminará a necessidade da inspeção em 100% dos tubos, em cada parada, adotando-se uma inspeção por amostragem", diz nota da estatal. "Haverá uma redução de até dez dias na parada para o recarregamento de combustível nuclear e os custos de preservação e reparos serão praticamente eliminados".

Para a troca dos equipamentos foram contratados prestadores de serviços de firmas nacionais e estrangeiras. Durante os trabalhos, até 2.000 pessoas poderão ser empregadas pela usina. No planejamento, também está previsto ao armazenamento dos antigos geradores, que vão ficar em um depósito na cidade de Angra dos Reis, sul fluminense.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos