Chuva dá trégua, mas MG já tem 109 cidades em situação de emergência

Rayder Bragon
Especial para o UOL Notícias
Em Belo Horizonte

O número de cidades em situação de emergência em decorrência das chuvas no Estado de Minas Gerais passou de 102 para 109, de um total de 148 localidades que informaram prejuízos causados pelos temporais.

Apesar do aumento, Defesa Civil Estadual disse que não foram registradas chuvas fortes nas últimas 24 horas. O aumento no número de municípios se deve ao reconhecimento pelo órgão de decretos expedidos anteriormente pelas cidades e que estavam em processo de análise.

As sete cidades cujos decretos foram homologados são Fervedouro (339 km de BH), Luisburgo (278 km de BH), Pedra do Anta (235 km de BH) e São Francisco do Glória (350 km de BH), todas localizadas na Zona da Mata mineira (sudeste do Estado), além de Itaverava (Região Central, 126 km ao sul de BH), Novo Cruzeiro (Vale do Jequtinhonha, 520 km ao norte de BH) e São João do Paraíso (Norte de Minas, 785 km ao norte da capital mineira).

As chuvas causaram a morte de 27 pessoas e deixaram 406 feridas, desde o início da temporada das águas, em setembro do ano passado.

Ao todo, 9.039 pessoas ficaram desabrigadas e 86.961 estão desalojadas, ou seja, foram encaminhadas para casas de parentes ou vizinhos, segundo a Defesa Civil do Estado.

Há previsão da meteorologia para pancadas de chuvas nos próximos três dias em grande parte do Estado.

Belo Horizonte e Contagem
Os moradores de Belo Horizonte e Contagem passaram o sábado (24) em mutirão de limpeza nas ruas e casas afetadas pelo temporal na tarde de quinta-feira (22), que causou a morte de uma mulher no bairro Barreiro, na capital, além de ter destruído casas e ruas das vilas Dom Bosco e São Paulo, em Contagem.

As duas vilas também tinham sido atingidas pelas chuvas da noite do Réveillon, que causou a morte de 5 pessoas em Belo Horizonte, na região oeste.

O aposentado José Venâncio de Carvalho, 67 anos, morador da Vila São Paulo, descreveu os momentos de pânico vivenciados por ele na hora da chuva de quinta-feira.

"A água chegou a 2,5 metros dentro da minha casa. Eu mal cheguei a recuperar o prejuízo da última chuva e ela destruiu tudo de novo", disse.

O aposentado conta ter perdido todos os móveis que havia recuperado ou ganhado após a chuva do Ano-Novo.

Ele afirmou terem sido essas chuvas as primeiras a causar tanto estragos na região.

"Eu calculo ter tido um prejuízo de R$ 6.000. Sempre teve uma inundação, mas pequena, não prejudicava ninguém. Essas chuvas de agora trouxeram muita destruição na vida da gente", contou.

Carvalho disse ter tido tempo apenas de sair da casa, juntamente com a esposa e o filho.

A prefeita de Contagem, Marília Campos (PT), informou ter decretado situação de emergência no local, em razão das chuvas da virada do ano, para que as famílias possam sacar o FTGS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e readquirir os bens.

Ela ainda anunciou a destinação do Bolsa Moradia (valor mensal de R$244 para pagamento de aluguel) às pessoas cadastradas pela prefeitura.

Por sua vez, o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), anunciou que o município não irá cobrar o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) de moradores e comerciantes do bairro Barreiro que foram atingidos pelas chuvas.

Ele também determinou a devolução dos valores pagos referentes ao imposto do ano passado aos contribuintes nessa situação.

Anteriormente, no dia 10 de janeiro, ele havia decretado situação de emergência no perímetro do entorno da avenida Tereza Cristina. A intenção da prefeitura é facilitar a retirada do FGTS para as famílias que fazem parte do cadastro feito pela defesa civil municipal.

As obras prometidas pelos dois governantes para atenuar a possibilidade de enchentes nesses locais ainda deverão demorar.

Para as obras do córrego Ferrugem, em Contagem, não há precisão de orçamento para a construção da barregem de retenção das águas (projeto orçado em R$ 160 milhões).

Em Belo Horizonte, as licitações para construção de barragem de retenção nos dois córregos que passam na região do Barreiro (Bonsucesso e Olaria) deverão ser feitas no próximo mês.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos